Pai tenta agredir ex-médico que abusou de ginastas dos EUA

O pai revoltado de três filhas que foram abusadas sexualmente pelo ex-médico da seleção de ginástica artística dos Estados Unidos tentou atacá-lo durante uma audiência de condenação em um tribunal do Michigan nesta sexta-feira.

Randall Margraves estava perto o bastante para agredir Larry Nassar quando seguranças o atiraram no chão diante de suas filhas chocadas.

A cena caótica começou depois que as irmãs Lauren e Madison Margraves terminaram de ler suas declarações em prantos no segundo dia de audiências em uma corte do condado de Eaton, assim como quase 200 mulheres fizeram antes delas em audiências anteriores, revela o Terra.

De pé ao lado de suas filhas e esposa, Randall Margraves pediu para falar.

“Eu pediria a vocês, como parte da condenação, que me dessem cinco minutos em uma sala fechada com esse demônio”, disse, gesticulando na direção de Nassar, que já havia sido sentenciado a até 175 anos de prisão em uma audiência prévia depois de se declarar culpado de molestar mulheres jovens enquanto supostamente lhes oferecia tratamento médico.

A juíza Janice Cunningham lhe disse que ele sabia que ela não poderia fazê-lo, e o repreendeu depois que ele chamou Nassar de filho da puta.

Depois ele pediu um minuto a sós com o réu. A juíza objetou, e algumas pessoas presentes riram constrangidas.

Margraves então saltou na direção de Nassar, e suas filhas levaram a mão à boca. A corte se encheu de expressões de surpresa e gritos enquanto Margraves era rendido, derrubando objetos em uma mesa, e Nassar era posto em segurança.

“Um minuto!”, ele exigiu várias vezes. Enquanto autoridades do tribunal o retiravam do recinto, ele lhes implorou: “E se isso acontecesse com vocês, gente?” Algumas vítimas saíram da sala em lágrimas.

Aparentando estar angustiada, a procuradora principal, Angela Povilaitis, se voltou para as vítimas e parentes na corte e tentou restaurar a calma.

“Entendo a frustração do senhor Margraves, mas não se pode fazer isso”, disse. “Isso não está ajudando seus filhos”.

A audiência foi retomada após uma pausa curta, e a juíza comentou o que classificou como uma cena “assustadora”.

Randall Margraves não será acusado e se desculpou no tribunal, afirmando que “perdeu o controle”.

Nassar também está cumprindo 60 anos de uma sentença federal por delitos ligados a pornografia infantil.

02/02/2018

(Visited 8 times, 1 visits today)